Notícias

11.jul.2017
OBRA SELETA DE JOSÉ AUGUSTO MOURÃO

LANÇAMENTO REALIZOU-SE NO CONVENTO DOS DOMINICANOS.    Ler mais »

24.mai.2017
A IDEIA DE PORTUGAL NA OBRA DO ABADE BAÇAL

COMUNICAÇÃO APRESENTADA À ACADEMIA PORTUGUESA DA HISTÓRIA, POR JOSÉ EDUARDO FRANCO, EVOCA SACERDOTE TRANSMONTANO E SEU PENSAMENTO EM TORNO DA IDEIA DE PORTUGAL.    Ler mais »

20.mai.2017
LANÇAMENTO | APONTAMENTOS PARA A HISTÓRIA DA PROVÍNCIA PORTUGUESA DA CONGREGAÇÃO DA MISSÃO

Primeiro volume inaugura a publicação integral de obra de referência para uma história dos Vicentinos em Portugal.    Ler mais »

10.mai.2017
PORTUGAL CATÓLICO. A BELEZA NA DIVERSIDADE.

NOTA DE IMPRENSA - UM LIVRO GRANDIOSO, PARA SER OFERECIDO AO PAPA NA SUA VISITA A PORTUGAL, POR OCASIÃO DO CENTENÁRIO DE FÁTIMA.    Ler mais »

28.mar.2017
ANÚNCIO - CANDIDATURAS ABERTAS

Prix international d’encouragement aux études postdoctorales “Etudes globales” - Appel à Candidatures    Ler mais »

19.set.2015
MEDALHA DE MÉRITO CULTURAL ATRIBUÍDA A JOSÉ EDUARDO FRANCO

DISTINÇÃO DO GOVERNO DE PORTUGAL ENTREGUE PELO SECRETÁRIO DE ESTADO DA CULTURA EM CERIMÓNIA SOLENE.    Ler mais »

29.abr.2014
LANÇAMENTO - TRÊS ENSAIOS EM ESTUDOS CLÁSSICOS E HELENÍSTICOS

18H30 || ANFITEATRO 3 || FACULDADE DE LETRAS DA UNIVERSIDADE DE LISBOA (CIDADE UNIVERSITÁRIA)    Ler mais »

14.out.2013
OBRA COMPLETA PADRE ANTÓNIO VIEIRA

CONSIDERADA UM DOS ACONTECIMENTOS CULTURAIS DO ANO. SESSÃO NO GRÉMIO LITERÁRIO. 19H.    Ler mais »

4.abr.2013
OBRA COMPLETA PADRE ANTÓNIO VIEIRA

SESSÃO DE LANÇAMENTO NA AULA MAGNA DE LISBOA.    Ler mais »

24.mar.2013
LANÇAMENTO

REVISTA LETRAS COM VIDA N.º 5 - CCB - LISBOA - 18H    Ler mais »

23.mar.2013
LANÇAMENTO

"Jesuítas e Inquisição. Cumplicidades e Confrontações", de José Eduardo Franco e Célia Cristina Tavares.    Ler mais »

13.mar.2013
A MULHER NA LITERATURA E NA IMPRENSA

NOVA EDIÇÃO DA TERTÚLIA LETRAS COM(N)VIDA, COM LÍDIA JORGE ANA PAULA TAVARES E SOFIA BRANCO.    Ler mais »

25.jan.2013
EXPRIMER SON OPPOSITION: LES ANTIS AU XXÈME SIÈCLE

APRESENTAÇÃO DO CONGRESSO INTERNACIONAL "CULTURA(S) EM NEGATIVO".    Ler mais »

10.jun.2012
CENTRO DE ESTUDOS JESUÉ PINHARANDA GOMES

Inaugurado no Sabugal o núcleo bibliográfico constituído pela biblioteca pessoal do autor.    Ler mais »

19.mai.2012
Conferência "Pombal e os Jesuítas"

Sábado, 19 de Maio, pelas 21h30, no Auditório da Casa da Baía, em Setúbal.    Ler mais »

3.out.2011
LANÇAMENTO ARQUIVO SECRETO DO VATICANO E REVISTA LETRAS COM VIDA

03 DE OUTUBRO - SALÃO NOBRE DA REITORIA DA UNIVERSIDADE DE LISBOA - CIDADE UNIVERSITÁRIA - 18H30    Ler mais »

26.mai.2011
CATHOLICISM AND POLITICAL BOUNDARIES

DIAS 30 E 31 DE MAIO, NO ICS    Ler mais »

7.mar.2011
MESTRADO EM CIÊNCIAS DA CULTURA JÁ CONTA COM DOIS MESTRES

APROVADAS DUAS PRIMEIRAS TESES COM AVALIAÇÃO DE MÉRITO    Ler mais »

6.jan.2011
ÉDIPO E A CULTURA EUROPEIA

SEMINÁRIO EUROPA VIVA CONTA COM A PARTICIPAÇÃO DO PROFESSOR JOSÉ PEDRO SERRA.    Ler mais »

11.nov.2010
Texto de Aires Gameiro: O Ser e o Fazer dos religiosos num Congresso Oficina

ECOS DO CONGRESSO DAS ORDENS    Ler mais »

23.set.2010
Lançamento Revista Letras Com Vida

INAUGURAÇÃO DO NÚMERO 1 DA REVISTA DO CLEPUL NA LX FACTORY, LIVRARIA LER DEVAGAR    Ler mais »

2.jun.2010
EDIÇÃO DOMINICANOS EM PORTUGAL

7 DE JUNHO, LANÇAMENTO DO LIVRO EM HOMENAGEM A JOSÉ AUGUSTO MOURÃO, OP    Ler mais »

20.abr.2010
DOIS CURSOS PRÁTICOS: ENEAGRAMA E ANIMAÇÃO DE GRUPOS

INSCRIÇÕES ABERTAS    Ler mais »

17.mar.2010
DON JUAN E O DONJUANISMO

Lançamento público a 20 de Março, na FNAC Vasco da Gama    Ler mais »

8.fev.2010
LIVRO ORDENS E CONGREGAÇÕES RELIGIOSAS NO CONTEXTO DA I REPÚBLICA

APRESENTAÇÃO PÚBLICA EM FÁTIMA A 15 DE FEVEREIRO    Ler mais »

26.nov.2009
EUROPA VIVA PROMOVE ROTAS CULTURAIS LIGADAS ÀS ORDENS RELIGIOSAS

Primeiro roteiro integrado na dinâmica do Congresso das Ordens: Viagem a Roma - A Influência da Bíblia na Cultura Ocidental    Ler mais »

12.nov.2009
APRESENTAÇÃO PÚBLICA DO CONGRESSO DAS ORDENS NO PORTO

Centro de Cultura Católica acolheu esta iniciativa de divulgação, no passado dia 4 de Novembro    Ler mais »


CONGRESSO INTERNACIONAL ___________________ A EUROPA DAS NACIONALIDADES

De 9 a 11 de Maio em Aveiro.    Ler mais »


Ler todas as notícias »


Eventos

CONGRESSO INTERNACIONAL UM CONSTRUTOR DA MODERNIDADE: LUTERO-TESES-500 ANOS

Fundação Calouste Gulbenkian / Universidade Lusófona

9-11.nov.2017
Ler mais »

III JORNADA EM ESTUDOS DE GÉNERO: O FEMININO NO CONTEXTO ITALIANO E EM LÍNGUA PORTUGUESA

Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa

21-23.nov.2016
Ler mais »

SIMPÓSIO INTERNACIONAL REVISITAR VIEIRA NO SÉCULO XXI

FACULDADE DE LETRAS DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA

7-9.jan.2016
Ler mais »

Colóquio Internacional A INTER E A TRANSDISCIPLINARIDADE NAS ARTES PERFORMATIVAS E AUDIOVISUAIS

Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa - Anfiteatro III

11-12.dez.2014
Ler mais »

CONGRESSO INTERNACIONAL DIOCESE DO FUNCHAL 500 ANOS

Funchal

17-20.set.2014
Ler mais »

COLÓQUIO 900 ANOS DA ORDEM DE MALTA

Fundação Calouste Gulbenkian

27-27.set.2013
Ler mais »

CONFERÊNCIA INTERNACIONAL - O SUPERIOR INTERESSE DA CRIANÇA NO PROCESSO DE ADOÇÃO: REALIDADES, DESAFIOS E MUDANÇAS

Reitoria da Universidade Nova de Lisboa

9-11.abr.2013
Ler mais »

CONGRESSO INTERNACIONAL ___ PORTUGAL NO TEMPO DE FIALHO DE ALMEIDA (1857-1911)

FLUL - SHIP

21-25.nov.2011
Ler mais »

CONGRESSO INTERNACIONAL ORDEM DA IMACULADA CONCEIÇÃO - 500 ANOS

FÁTIMA

14-16.out.2011
Ler mais »

CONGRESSO INTERNACIONAL - A Europa das Nacionalidades. Mitos de Origem: Discursos Modernos e Pós-Modernos

Universidade de Aveiro

9-11.mai.2011
Ler mais »

CONGRESSO ORDENS E CONGREGAÇÕES RELIGIOSAS EM PORTUGAL

Fundação Calouste Gulbenkian

2-5.nov.2010
Ler mais »

IV CONFERÊNCIA INTERNACIONAL CULTURAS IBÉRICAS E ESLAVAS EM INTERCÂMBIO E COMPARAÇÃO: Res Publica(s)

Universidade de Lisboa

13-15.mai.2010
Ler mais »

TERTÚLIA LETRAS COM VIDA (A decorrer: 2.º Ciclo - 3.ª Sessão a 26 Nov. 2009 - Mitos e Utopias Lusófonas e Africanas)

Locais: SPA/CompaRes/FNAC Colombo

21.out.2009
Ler mais »

Ver todos os eventos »

IECC-PMA » Áreas Coordenadas de Investigação » Gabinete de Estudos Bíblicos em Portugal

Gabinete de Estudos Bíblicos em Portugal (GEBPort)

Coordenador: Herculano Alves


Objectivos

O GEBPort pretende fazer a recolha e análise da receção da Bíblia em Portugal, desde a formação do país até à atualidade, reunindo investigação parcelar sobre os dados bibliográficos das diferentes tradições da Bíblia. É feita uma análise da Bíblia em Portugal sob diferentes perspetivas, história, edições, exegese, pastoral, liturgia, espiritualidade, literatura, entre outras.

Projectos

A BÍBLIA EM PORTUGAL

Uma obra em cinco períodos e seis volumes

Vol. 1: As Línguas do Texto Bíblico: 23 Séculos de Traduções da Bíblia (III a. C.–XXI d. C.). Este volume é uma Introdução geral a toda a obra. Já se encontra publicado pela Esfera do Caos (2017).

Vol. 2: A Bíblia na Idade Média, primeiro período histórico, que vai do séc. V ao XV.

Vol. 3: A Bíblia nos séc. XVI-XVII. Trata-se de um período que vai desde a invenção da imprensa de caracteres móveis até aos modernos estudos bíblicos de carácter científico.

Vol. 4: A Bíblia de João Ferreira Annes d’Almeida (1629-1690). Esta foi a primeira tradução quase completa da Bíblia para a língua portuguesa, e foi tema de uma tese de doutoramento em Teologia Bíblica já publicada.

Vol. 5: A Bíblia nos séc. XVIII-XIX. Este período prepara e celebra a chegada da primeira tradução completa da Bíblia, a partir da Vulgata Latina, feita pelo Pe. António Pereira de Figueiredo, com o respetivo Catálogo das suas edições.

Vol. 6: A Bíblia nos séc. XX-XXI. Dentro da Igreja católica, este período tem o seu apogeu no concílio Vaticano II.

Esquema de cada volume:
1. Ambiente cultural e religioso europeu, com as suas respetivas instituições, traduções da Bíblia, etc. São mencionadas as grandes traduções da Bíblia na Europa e, mais tarde, também no Brasil.
2. Instituições culturais e religiosas portuguesas que promoveram a Bíblia e as suas traduções.
3. Autores de traduções bíblicas para português, sendo estas devidamente caraterizadas.
4. Apresentação de uma recolha de dados bibliográficos, o mais completa possível.


Estado da Arte
Porquê um estudo sobre a Bíblia em Portugal?
Ao abordar um tema como este, surgem imediatamente perguntas deste tipo: “Quando começou a ler-se a Bíblia em português? Qual foi a primeira Bíblia na nossa língua? Que edições da Bíblia houve até hoje no nosso país e na nossa língua?...”. Com esta investigação, pretende-se prestar um contributo minimamente válido à Bíblia e, nela, à cultura portuguesa, em ordem a fornecer algumas respostas a estas e outras interrogações pertinentes.
Pretende-se, igualmente, apresentar uma reflexão sobre o nosso passado nacional, que, de algum modo, sirva de lição para o presente e para o futuro, não apenas no aspeto cultural, mas também religioso e eclesial. Se, num passado mais ou menos longínquo, em que a Bíblia era praticamente inacessível, os seus textos foram a base da formação cristã e cultural de muitas dezenas de gerações, muito mais o deveria ser hoje, época histórica em que a Bíblia se tornou o livro mais acessível a toda a gente.

Este projeto apoia-se nos seguintes pressupostos:
1. Muitos estudos dispersos. Ao perspetivar esta investigação, um facto salta à vista: há muitos temas relativos à Bíblia já tratados, mas de modo fragmentário e disperso. Ora, esta fragmentação e dispersão denotam, ao mesmo tempo, a ausência de algum bosquejo de estudo minimamente organizado sobre a Bíblia em Portugal. Queremos com isto dizer que as pesquisas feitas em bibliotecas não especializadas nestes assuntos, raramente nos oferecem artigos ou obras escritas acerca da Bíblia, o que indicia uma relativa ausência desta na reflexão e na cultura portuguesa. Será que o livro base da nossa cultura europeia foi arredado da cultura atual, mesmo no país dito católico, que é Portugal?

Constatámos igualmente que a temática bíblica não é a mais tratada, nem sequer em literatura de caráter religioso e mesmo católico. Este é um facto evidente que se poderia apresentar em muitos exemplos; nos próprios índices desses trabalhos científicos não se descortina facilmente a palavra Bíblia, nem mesmo uma outra equivalente. Isso levou-nos a apresentar uma recolha de dados bibliográficos, o mais completa possível, em ordem a oferecer ao público português, e não só, uma obra de conjunto e com uma estrutura capaz. De facto, os estudos parcelares existentes ofereceram muita da matéria-prima para esta reflexão de conjunto. Portanto, esta bibliografia já existente, embora dispersa, foi um ponto de partida para este estudo mais organizado.

2. Ocasião deste estudo. Esta apresentou-se no contexto da investigação feita sobre a história da Bíblia de João Ferreira Annes d’Almeida. A investigação deveria continuar para além desse estudo, pois havia material bibliográfico e conteúdo mais que suficientes para levar a efeito essa tarefa. No meio de muitas outras ocupações de caráter bíblico – sobretudo de pastoral bíblica e ensino universitário – fomos aproveitando todas as oportunidades para realizar paulatinamente esta enorme tarefa. Uma obra destas merecia uma equipa de investigadores de caráter interdisciplinar, ainda mais ampla.

3. Dentro desta perspetiva global, tentamos não deixar de lado nenhum dos aspetos que tinham sido colocados no nosso horizonte: A Bíblia em Portugal, vista por várias perspetivas: história, edições, exegese, pastoral, liturgia, espiritualidade, literatura, etc.; isto é, as expressões vivenciadas da Bíblia, e não apenas os aspetos puramente históricos e/ou literários da mesma. Pois a Bíblia não é um livro como outro qualquer, um livro histórico para simples estudo. Falar da Bíblia é falar de outras dimensões que têm a ver com a vida integral das pessoas e das respetivas culturas.

De facto, ao falar da presença da Bíblia no devir da história de um povo, não podemos cingir-nos à simples enumeração e fria análise das suas edições. Estes aspetos são muito importantes, mas devem ser vistos num campo de visão mais alargado, que ultrapasse os simples aspetos culturais e se situem na abrangência da totalidade da pessoa humana. É a partir desta recolha de dados e dentro do leque destas diferentes perspetivas que se pode fazer uma ideia, o mais rigorosa possível, da presença da Bíblia na caminhada de um povo, na vida interior de uma cultura.

4. O enorme âmbito temporal – do séc. XI ao XXI – obrigou o autor desta obra a resumir os conteúdos ao possível. Este estudo começa mesmo com os mais antigos personagens dos séculos anteriores à Idade Média, mas que marcaram uma presença significativa no panorama histórico, cultural e religioso no território que viria a chamar-se Portugal. Portanto, dado o imenso âmbito temporal, não se pode pretender dizer tudo sobre qualquer assunto específico, nem abordar todos os assuntos, mas sobretudo apresentar pistas para futuros estudos mais aprofundados sobre determinadas matérias ou épocas históricas específicas. Mais não se pode fazer para um espaço temporal de mais de mil anos. De facto, falar da Bíblia em Portugal é entrar numa “auto-estrada” onde vão “desaguar” muitas outras estradas, caminhos e carreiros, que não se podem percorrer todos ao mesmo tempo, nem até aos seus limites. Tentamos não sair da “auto-estrada”, mas, ao acompanhar o leitor, vamos apontando outras saídas por onde este pode caminhar e explorar, à sua vontade, o território que encontrar diante de si. Isso aconteceu já com A Bíblia de João Ferreira Annes d’Almeida, obra na qual as pistas apontadas para novos estudos deram já alguns frutos, sobretudo no Brasil.

5. Tratar esta questão é, naturalmente, colocar-se dentro do âmbito da História Eclesiástica portuguesa. Por isso, logicamente, a bibliografia aqui utilizada situa-se mais neste sector da investigação, sem descurar outros em que se situa a própria Bíblia, mormente a literatura. Trata-se, pois, de uma investigação sectorial, ou seja, apesar de abarcar um enorme âmbito temporal, a perspetiva é, naturalmente, restringida ao objetivo referido.

Apesar de ser uma investigação deste tipo, não se colocou de lado nenhum elemento essencial que pudesse contribuir para a melhor compreensão dos objetivos traçados. Estamos a referir-nos à história, aos diferentes géneros de literatura religiosa e mesmo aos acontecimentos sociais, políticos e religiosos, que lhe servem de contexto.

Investigadores

Ana Raquel Filipe Branco
Maria Olinda Reis Silva Vieira (Secretariado e Revisão Editorial)
Olinda Ribeiro
Simão Daniel da Silva
Timóteo Cavaco

Publicações